Design

O logotipo de "Coringa" foi desenvolvido assim

Conheça o processo analógico por trás da criação do logotipo e dos créditos iniciais do filme do momento

Com mais de 1 bilhão de dólares arrecadados em todo o mundo e uma recepção da crítica em geral positiva, não há dúvida de que "Coringa", a biopic sobre o famoso vilão do Batman protagonizada por Joaquim Phoenix (que já faturou um Globo de Ouro por sua atuação) e dirigida por Todd Phillips, foi um dos grandes filmes do ano passado.

Um longa de sucesso é quase sempre o resultado do trabalho consciente de dezenas ou centenas de artistas, criativos que, em suas áreas de conhecimento específicas, dão tudo: da direção à fotografia, passando pelo design de produção, cabeleireiro ou figurino, "Coringa" é um filme rico em nível criativo, e isso também se faz notar em seu logotipo.

Um logo que remete ao espírito analógico e tangível do filme e que, surpreendentemente, não foi criado de forma digital, mas à moda antiga: com tipos de madeira carregados de tinta. Uma poderosa aposta criativa, cujo autor, o designer e animador Chad Danieley, explicou em detalhes em um post no reddit (em inglês).

O logotipo de "Coringa" foi desenvolvido assim 1
Chad Danieley

Danieley começa explicando que, normalmente, ele se dedica a animar em um estúdio especializado na criação de trailers e que, quando perguntado se queria criar alguns logotipos quando não estivesse realizando sua tarefa principal, não pode resistir. "Foi o processo de aprovação mais suave que tive em toda a minha vida", assegura.

Questionado sobre sua abordagem da estética analógica, o designer comenta que sempre tenta dar textura e incluir fontes antigas em seus desenhos, embora "o que é curioso é que esse logo seja o primeiro que eu criei para o filme, mas não mandei, porque pensei que não era profissional o suficiente". Em vez disso, Danieley apresentou outros doze logotipos, mas seu diretor de criação, consultando suas pastas, encontrou o original e o apresentou. "Todd Phillips adorou e garantiu que o logotipo não fosse criado digitalmente", conclui.

Como foi o processo de criação do logotipo de "Coringa"

Danieley escaneou todas as letras separadamente, importando-as para o computador em formato PNG e depois convertendo-as para SVG, um formato tipográfico que lhe permitiu preservar toda a textura e transparência dos originais. O resultado é uma tipografia orgânica, que quase parece tangível, e um retorno aos métodos tradicionais de impressão que se conectam maravilhosamente à estética vintage do filme.

Ah, e caso alguém queira se inspirar em sua estética para projetos digitais, Danieley garante que, embora tenha criado as letras à mão, a fonte Champion Featherweight se aproxime bastante do resultado que conseguiu.

O logotipo de "Coringa" foi desenvolvido assim 3
Warner Bros.

Como foram criados os créditos iniciais de "Coringa"

Ainda que não seja exatamente o mesmo logo, mas sim outra fonte gótica, o título inicial do filme também conserva a textura analógica. Isso se deve ao processo de inclusão no filme, também à moda antiga: filmando as letras físicas em transparência sobre uma tela e depois adicionando-as digitalmente no filme.

No vídeo a seguir (em inglês), o diretor de "Coringa" descreve a cena inicial do longa, dedicando parte do final de sua explicação a falar do processo de criação do título inicial:

E você, qual sua opinião? Acha que a aposta em métodos tradicionais de impressão se alinha a estética e intenções do filme? Tem alguma experiência criando tipografias desta forma?

0 comentários

Entre ou crie sua conta para comentar

Receba em seu e-mail as novidades do Domestika