Fotografia

Descubra os fotógrafos de língua portuguesa premiados no World Press Photo 2021

O brasileiro Lalo de Almeida venceu a categoria Enviroment - Stories e o português Nuno André Ferreira conquistou o terceiro lugar em Spot News - Singles

Entre os vencedores da edição 2021 do World Press Photo está o fotógrafo brasileiro Lalo de Almeida, que conquistou o primeiro lugar da categoria Enviroment - Stories, com a série fotográfica Queimadas no Pantanal. As fotos deste projeto foram registradas durante os incêndios que atingiram o Pantanal brasileiro em 2020, matando milhares de animais, destruindo florestas e causando grande impacto ambiental.

Já o português Nuno André Ferreira conquistou o terceiro lugar da categoria Spot News - Singles, com Fogo na Floresta, tirada em Setembro de 2020 numa aldeia em Portugal, que também passou por um desastre ambiental causado pelo fogo. A imagem (que você pode ver no final deste artigo) mostra, em dois planos, uma criança dentro de um carro e, ao longe, o recorte das chamas, num incêndio que começou em Oliveira de Frades (Viseu) e se estendeu pelos concelhos vizinhos.

Os prêmios foram anunciados hoje, 15, e contam com fotógrafos de diversos países, selecionados por um júri independente composto por 15 mulheres e 13 homens, oriundos de seis continentes, especialistas em diversas áreas da fotografia. NayanTara Gurung Kakshapati, co-fundadora/diretora do Photo.circle, foi a presidente do júri desta 64ª edição.

Descubra os fotógrafos de língua portuguesa premiados no World Press Photo 2021 3
'Queimadas no Pantanal', de Lalo de Almeida, série vencedora na categoria 'Enviroment - Stories' do WPP 2021

O júri selecionou a World Press Photo of the Year e a World Press Photo Story of the Year, além de três imagens individuais e três histórias em cada uma das oito categorias do Concurso: Contemporary Issues, General News, Environment, Nature, Long-Term Projects, Portraits, Spot News, e Sports.

O concurso World Press Photo, o maior prêmio do fotojornalismo mundial, existe desde 1955 e premia as "melhores imagens de fotógrafos que ajudaram a construir narrativas jornalísticas relevantes no último ano". As fotografias concorrem no formato de histórias, que se complementam, ou individuais. A 64ª edição, celebrada este ano, contou com 4.315 fotógrafos de 130 países, que inscreveram 74.470 imagens.

Lalo de Almeida

@lalodealmeida

Lalo já trabalhou no jornal Estado de S. Paulo, na revista Veja e durante 23 anos no jornal Folha de S. Paulo.

Além do trabalho na área jornalística, desenvolve trabalhos de fotografia documental, como o projeto O Homem e a Terra, sobre as populações tradicionais brasileiras, que recebeu o Prêmio Máximo da I Bienal Internacional de Fotografia de Curitiba em 1996 e ganhou o Prêmio Fundação Conrado Wessel em 2007.

Em 2017 foi premiado também no World Press Photo por um ensaio sobre as vítimas do virus Zika no Brasil. No momento, colabora nas áreas de fotografia, vídeo e multimídia do jornal Folha de S. Paulo e fotografa para o The New York Times.

Confira suas fotografias vencedoras da categoria Enviroment - Stories, no World Press Photo 2021

Descubra os fotógrafos de língua portuguesa premiados no World Press Photo 2021 7
'Queimadas no Pantanal', Lalo de Almeida, Brasil, Panos Pictures para Folha de São Paulo. 2020
Descubra os fotógrafos de língua portuguesa premiados no World Press Photo 2021 8
'Queimadas no Pantanal', Lalo de Almeida, Brasil, Panos Pictures para Folha de São Paulo. 2020
Descubra os fotógrafos de língua portuguesa premiados no World Press Photo 2021 9
'Queimadas no Pantanal', Lalo de Almeida, Brasil, Panos Pictures para Folha de São Paulo. 2020
Descubra os fotógrafos de língua portuguesa premiados no World Press Photo 2021 10
'Queimadas no Pantanal', Lalo de Almeida, Brasil, Panos Pictures para Folha de São Paulo. 2020

Nuno André Ferreira

@nuno_andre_ferreira

Nuno André Ferreira, fotojornalista, nasceu em Leiria e mora em Viseu, Portugal, onde é correspondente da Agência Lusa. O seu trabalho já recebeu diversas premiações, como o Prêmio Estação Imagem Mora, na categoria Meio Ambiente, em 2010, o Prêmio Foto do Ano da Aliança de Agências de Notícias do Mediterrâneo (AMAN), em 2014, e o Prêmio Internacional de Jornalismo Rey de España, em 2019.

Nuno já colaborou em diversas publicações, como a revista Sábado, jornal Record, ou Jornal de Negócios e trabalha com a Agência Lusa e a Agência Pressphoto Europeia desde 2009.

Confira sua fotografia que conquistou o terceiro lugar da categoria Spot News - Singles, no World Press Photo 2021

Descubra os fotógrafos de língua portuguesa premiados no World Press Photo 2021 12
'Fogo na Floresta', Nuno André Ferreira, Portugal, Agência Lusa. 2020

A World Press Photo é uma premiação criada pela World Press Photo Foundation, uma plataforma global que conecta profissionais e suas audiências através de jornalismo visual e storytelling.

Desde 1955, a organização divulga e reconhece anualmente o trabalho de milhares de jornalistas em torno de histórias poderosas que precisam circular o mundo por seu potencial transformador, social e artístico.

Veja aqui os premiados em todas as categorias!

Se quiser aprender mais sobre o poder da fotografia, confira os cursos online da Domestika com grandes especialistas da área.

Você também pode se interessar por:

- O que é a fotografia de rua?
- Como a fotografia lutou para ser considerada uma arte
- 5 fotógrafos documentais brasileiros que você precisa conhecer
- Projetos de fotografia documental, um curso de Marcos Zegers
- Introdução à fotografia de rua, um curso de Gustavo Minas

0 comentários

Entre ou crie sua conta para comentar

Receba em seu e-mail as novidades da Domestika