Nathan Ams
Nathan Ams
@ntams
Staff
Ilustração

O que é a ilustração infantil?

  • por Nathan Ams @ntams

Tudo o que você precisa saber para iniciar na arte de contar histórias infantis com desenhos

Quando se trata de públicos infantis, os ilustradores devem ser capazes de ver e saber observar, mas, acima de tudo, encontrar uma visão própria e entender a si mesmos como uma espécie de escritores que, em lugar de palavras, usam imagens para contar histórias.

Aprenda a seguir as implicações técnicas e criativas desta prática profissional.

O que um ilustrador infantil faz?

Os ilustradores focados em públicos infantis, como qualquer profissional que trabalhe contando histórias, têm a enorme responsabilidade de estudá-las, transformá-las em algo seu e encontrar a estratégia visual adequada para fazer de seu trabalho — neste caso, o desenho — uma ferramenta útil de storytelling.

Suas funções são extremamente amplas e devem ser adequadas aos interesses de um público com características específicas. Por isso, encarregam-se do desenho de personagens até composições e enquadramentos completos. O desafio mais importante é encontrar uma forma de contar essas histórias de maneira efetiva e, para isso, uma habilidade muito útil é entender a relação que há entre o texto e os traços.

Desenho de personagens, Pamela Barbieri
Desenho de personagens, Pamela Barbieri

Livros ilustrados infantis

Não importando o tipo de livro ilustrado infantil, existem algumas características que os identificam:

- Costumam ter histórias simples com fundos e mensagens profundas que tendem ao ensino de diversas formas.
- Independente do espaço ocupado nas páginas, as imagens são coprotagonistas ao lado do texto.
- A relação entre texto e imagem pode ser complementar ou contraditória, dependendo do objetivo da mensagem.
- Os temas e estilos de ilustração são amplos e livres, mas a estrutura narrativa costuma ser simples.
- Da mesma forma, o uso da técnica é livre: colagens, pintura e aquarela, acrílicos etc.

"Follow the Firefly/Run Rabbit", Bernardo Carvalho
"Follow the Firefly/Run Rabbit", Bernardo Carvalho

Os diferentes targets do mercado infantil

Ao contrário do que muitos possam pensar, o mercado de ilustração infantil é muito grande: abrange desde recém-nascidos até pré-adolescentes. Entender cada um destes públicos é fundamental, pois somente assim o ilustrador pode adaptar seu estilo, além de utilizar ferramentas práticas e teóricas durante a criação.

A classificação abaixo poderá ajudá-lo:

- 0 a 3 anos: nesta categoria predominam os livros "A-B-C", também conhecidos como "1-2-3". A leitura destes livros é feita pelos pais, por isso o aspecto lúdico é de grande importância. Assim, seu objetivo não é apenas transmitir conhecimento. Adota também características lúdicas, para que as crianças explorem, aprendam e se divirtam com eles. É comum que tenham sons, luzes, elementos pop-up etc.

"ABC and 123 Learning Songs", Scarlett Wing e Beatrice Costamagna
"ABC and 123 Learning Songs", Scarlett Wing e Beatrice Costamagna

- 3 a 6 anos: nesta idade, as crianças começam a desenvolver sua capacidade de leitura. Este target pode ficar muito mais tempo sentado e com a atenção fixa em uma só coisa por períodos mais longos.

Os livros criados para este público têm desenhos que dominam as páginas e, nesse caso, a ilustração adquire relevância no efeito do storytelling. Como são livros que costumam ser relidos mais de uma vez, é comum que os ilustradores adicionem detalhes e elementos que não serão necessariamente capturados na primeira leitura.

"The Girl, the Bear and the Magic Shoes", Julia Donaldson e Lydia Monks
"The Girl, the Bear and the Magic Shoes", Julia Donaldson e Lydia Monks

- 7 a 10 anos: o mais importante ao contemplar os projetos para este público é o fato de que as crianças deste grupo já são leitores independentes. Por conta disso, as histórias são muito mais longas, o vocabulário e a trama se tornam mais complexos e, consequentemente, o texto começa a se destacar nas páginas e as ilustrações deixam de ser protagonistas em relação ao espaço, ao mesmo tempo em que se transformam em reproduções mais fiéis da realidade.

"The Unsinkable Walker Bean", Aaron Renier
"The Unsinkable Walker Bean", Aaron Renier

Dicas práticas de ilustração infantil

Se você quer começar na arte de contar histórias infantis através de desenhos, essas dicas serão muito úteis:

- Conheça a história dos pés à cabeça. Entenda, estude e faça com que ela seja sua.
- Conheça bem o seu público. Crie vínculos com os interesses e as formas de consumo dele.
- Procure referências de histórias semelhantes. Analise os elementos que as tornam funcionais ao transmitir a mensagem.
- Escreva todas as suas ideias, todas as palavras que cheguem à sua mente ao lê-la e encontre conceitos que talvez não sejam tão evidentes.

Ver cursos recomendados

Desenhos de fantasia em grafite e aquarela: um guia prático. Curso de Ilustração por Iris Compiet

Desenhos de fantasia em grafite e aquarela: um guia prático

Um curso de Iris Compiet

Aprenda a esboçar desenhos de fantasia utilizando lápis de grafite e aquarelas. Conte uma história através de suas criaturas fantásticas.

  • 1386
  • 100% (3)
70% Desc.
Preço original $19.99USD
Comprar $5.99USD
Desenho arquitetônico expressivo com marcadores coloridos. Curso de Ilustração por Albert Kiefer

Desenho arquitetônico expressivo com marcadores coloridos

Um curso de Albert Kiefer

Aprenda a desenhar à mão, criando esboços expressivos de construções e paisagens repletas de cor

  • 76034
  • 99% (2.3K)
70% Desc.
Preço original $19.99USD
Comprar $5.99USD
Caderno de retratos: explore o rosto humano. Curso de Ilustração por Gabriela Niko

Caderno de retratos: explore o rosto humano

Um curso de Gabriela Niko

Descubra os fundamentos do retrato aprendendo a desenhar expressões faciais e acompanhando seu progresso em seu caderno de desenho

  • 129643
  • 95% (2.6K)
70% Desc.
Preço original $19.99USD
Comprar $5.99USD
0 comentários