Felipe Morozini
InsegnantePro

Felipe Morozini

fotógrafo e artista visual

San Paolo, Brasile

Felipe Morozini

Meu nome é Felipe Morozini, nasci na cidade de São Paulo e moro há 20 anos no centro da cidade de São Paulo, local que me permitiu começar meu trabalho em fotografia autoral.
Me formei em direito, mas tinha algo que me dizia que eu deveria procurar outro lugar pra praticar as coisas que eu acreditava. Após uma viagem à Índia, comecei a fotografar na Revista Capricho e por lá fiquei 2 anos, lugar que aprendi muito sobre improvisar e olhar para as coisas de uma outra maneira. Depois fotografei para as revistas da editora Globo, Abril e TRIP.
Fotografei cavalos, carros, construções, festas, cinema, bandas, mulheres e homens nus, objetos, editoriais de moda, crimes, paisagens e amigos, muitos amigos. Sempre pensei que fotógrafo fotografa.
O mais interessante foi perceber como a ausência de formação acadêmica me tornava um profissional mais diverso e criativo.
Fiz minha primeira exposição individual em 2011 na Galeria Zipper, chamada PRIMEIRA INDIVIDUAL RETROSPECTIVA, com fotos realizadas ao longo de 10 anos.
Paralelamente comecei a trabalhar com direção de arte de grandes eventos ( SPFW, Lollapalooza, Nike)
A cidade também começou a se tornar foco do meu trabalho. Como eu poderia utilizar a cidade para promover sua ocupação espontânea? Como definitivamente a arte está relacionada ao cotidiano e como ela poderia salvar uma cidade. ( será que ainda pode? )
Comecei a fazer projetos especiais junto a revistas, sites e marcas, que buscavam ressignificar pensamentos e imagens.
Depois da minha segunda individual chamada DOIS, comecei também a desenvolver projetos com frases em largas escalas. Escrever na cidade. Falar alto. Criar um diálogo honesto. Com todos.
Participei de uma coletiva de artistas brasileiros em Nova Iorque em 2015 chamada SUBJECT MATTERS.
Atualmente tenho 4 murais em São Paulo.
Trabalhei como curador na Virada Cultural de SP, o que me aproximou ainda mais de diversos artistas.
Faço há 8 anos a direção criativa e curadoria das exposições da ESTAR durante o Design Weekend São Paulo
Tenho minhas obras e frases espalhadas em diversos suportes e diferentes marcas (TOKSTOK, RENNER, LEVIS, BILLABONG, DISNEY)
Ministrei curso de processo criativo no IED ( Instituto Europeu de Design), onde terminamos com uma exposição no Festival Della Creatività em Firenze.
Tenho um canal no Youtube de video arte.
Já dirigi um curta metragem, MADAME JEANETTE EM A FESTA, e dois clipes. Da Letrux e do Paulo Carvalho.
Tenho um acervo de mais de 180.000 imagens de São Paulo, tiradas do mesmo ponto de vista. Do antigo prédio que fica na Avenida São João.
Desenvolvo projetos onde a criatividade e os sonhos são levados em consideração.

Progetti