Ilustração

As letras do alfabeto transformadas em posturas do kamasutra

Malika Favre transforma as 26 letras do alfabeto em um livro de ilustrações e escritos eróticos

A artista francesa Malika Favre acaba de publicar Kama Sutra A-Z, um livro ousado e autêntico em que as 26 letras do alfabeto latino se transformam em ilustrações artísticas que apelam à liberdade e à expressão sexual.

Organizadas uma por página, as ilustrações de Malika são apresentadas ao lado de passagens eróticas manuscritas, com um forte foco na poesia, graças a obras de grandes poetas como Sandra Cisneros, Yusef Komunyakaa, Stephanie Burt, Vanessa Kisuule ou Kyle Dargan. Todas elas mulheres que inspiraram Malika ao longo de sua vida.

Com design da Counter-Print, o livro é o culminar de um projeto que foi exibido na Somerset House de Londres em 2013, ano em que Favre foi selecionada para mostrar seu trabalho no âmbito da exposição Pick Me Up.

Entrevistamos a autora para conhecer seu processo criativo, onde nasceu a ideia de unir as posturas do kamasutra às letras do alfabeto e qual a relação entre escrita erótica e ilustração.

A letra X transformada em gif

Olá Malika, de onde surgiu esta ideia?

Antes de 2013, eu tinha feito capas de livros para a editora Penguin Books e decidi que essa era a oportunidade perfeita para desenvolver todo o alfabeto. Admiro os britânicos porque eles correm riscos e ficaram muito entusiasmados com a minha ideia, por isso me deram todo o apoio.

Mais tarde falaremos sobre as ilustrações, mas neste projeto há uma forte ênfase na poesia feminina com uma coleção de escritos eróticos que vão desde os tempos antigos até os dias atuais. Eles foram sua inspiração?

Tive a ideia de vincular as letras aos poemas ao ler a poesia da americana de raízes mexicanas Sandra Cisneros. Havia algo tão sexy e puro em seus versos que achei que combinava perfeitamente com o meu trabalho. O ritmo de suas palavras se encaixa bem com o ritmo dos meus traços, eu acho, então me decidi por esse conceito para o livro.

As letras do alfabeto transformadas em posturas do kamasutra 3
A letra D

Suas ilustrações representam um design atual e você usa técnicas modernas. Como você conectou isso com a escrita?

Ao fazer minha pesquisa, fiquei impressionada com o quão atemporais e universais eram os poemas eróticos. As possibilidades eram infinitas e quanto mais eu lia, mais eu percebia que não importava de onde o poeta veio ou em que década ou século ele viveu, desde que as palavras parecessem relevantes.

Uma coisa que eu queria desde o início era ter um equilíbrio entre as vozes masculinas e femininas, e quanto mais recuava no tempo, mais difícil isso se tornava. Procurei um pouco mais e encontrei essas mulheres incríveis. De certa forma, faz muito sentido, já que sou mulher e minha abordagem do erotismo é a partir do olhar feminino. Dito isso, também existem alguns poetas do sexo masculino com trechos incrivelmente sexy, como Michael Faudet e Kyle Dargan. O livro também reflete meu interesse pela poesia.

As letras do alfabeto transformadas em posturas do kamasutra 5
A letra M

Nas 26 ilustrações, o homem está nu e a mulher usa luvas e meias. Será porque são peças consideradas eróticas ou simplesmente para facilitar a compreensão do desenho?

Escolhi luvas e meias como elemento visual para adicionar riqueza à ilustração. Eu simplesmente gostei quando o criei e pintar apenas de branco e amarelo parecia um pouco chato para mim. Além disso, meias e luvas são acessórios sexy, por isso adicionam mais sensualidade à posição.

E a seleção de cores?

As cores foram escolhidas instintivamente e com algumas ideias. Comecei com preto e vermelho, o que parecia uma combinação natural para o tema, mas sabia que queria uma terceira cor quente, então pesquisei o significado das cores na tradição hindu (o Kamasutra é um antigo texto hindu que lida com comportamento sexual humano) e descobri que o amarelo é a cor associada a "aprender" e "saber". Foi perfeito.

As letras do alfabeto transformadas em posturas do kamasutra 7
Processo de cor de Malika Favre

As letras G e L são referências homossexuais. Quão importante é em seu trabalho mostrar a inclusão e visibilidade de todas as orientações sexuais?

Assim é. Decidi incluir esses dois “acenos” para mostrar que este alfabeto não é exclusivo e celebra o sexo em todas as suas formas, o que também se refletiu na escolha das poetas.

Meu trabalho é muito minimalista, então às vezes é difícil agradar a todos mantendo minhas ilustrações ousadas e diretas. Portanto, tenho que encontrar pequenos truques como esses para compartilhar meu ponto de vista e tentar mostrar inclusão sem comprometer a força da imagem.

As letras do alfabeto transformadas em posturas do kamasutra 9
A letra G
As letras do alfabeto transformadas em posturas do kamasutra 10
A letra L

Você pode encontrar esta edição limitada do Kama Sutra A-Z no site da artista e na Counterprint.

Versão em português, por @sergiofelizardo.

Você também pode se interessar por:

- 10 capas inspiradoras de livros lançados no Brasil em 2020
- 10 livros de 2020 essenciais para amantes da fotografia
- 15 cursos online inspiradores para presentear quem ama ilustração

0 comentários

Entre ou crie sua conta para comentar

Receba em seu e-mail as novidades da Domestika