Marketing

5 dicas para conseguir um emprego criativo

Melhore sua estratégia ao procurar trabalho e encontrar uma oportunidade, com dicas de um consultor de negócios

A indústria criativa é um setor competitivo. Por isso, é importante aprender a se destacar em trabalhos criativos, a vender um projeto e refletir nossas habilidades da forma mais inteligente possível.

O consultor de negócios Marko Pfann (@markopfann) trabalha com agências e estúdios criativos para ajudá-los a conseguir seus clientes ideais e assessora profissionais na busca pelos empregos que desejam.

Neste texto, reunimos algumas das principais dicas que ele aplicou ao longo de sua carreira. Elas irão ajudá-lo a se destacar na busca por emprego, aumentando suas chances de conseguir o trabalho criativo dos seus sonhos. Embora as dicas estejam pensadas para vagas em empresas, você também pode aplicá-las ao prospectar novos clientes trabalhando como autônomo.

Descubra como conquistar seu lugar na indústria criativa, com as dicas de Marko Pfann

Confira esta forma de estabelecer novas relações de trabalho que auxiliem seu crescimento e a mudança que deseja.

Vamos começar!

Um bom momento para os empregos criativos

O Fórum Econômico Mundial publicou um relatório intitulado Jobs of Tomorrow: Mapping Opportunity in the New Economy em que analisa os trabalhos com mais futuro dentro do panorama imediato pós-covid e quais habilidades serão necessárias para realizá-los.

Segundo o relatório, nos próximos três anos, estes são os empregos criativos de maior projeção em 2022. Como podemos ver, as oportunidades de desenvolver atividades criativas crescerão em muitos setores.

Vendas, marketing e conteúdo são algumas das áreas com mais demanda por perfis inovadores e por cargos que antes não existiam. Se quiser aproveitar as oportunidades, comece aplicando estas dicas para conseguir um trabalho criativo.

1. Identifique o cargo ou posição que oferece o que você procura

Muitas vezes sabemos que desejamos nos dedicar a algo criativo, fazer algo que exija o uso de nossa imaginação e buscar novas ideias o tempo todo. Mas, embora seja um bom começo, de acordo com o consultor de negócios Marko Pfann, não é o suficiente.

Para começar a elaborar um plano, você deve entender exatamente onde gostaria de estar, que tarefas gostaria que seu trabalho ideal incluísse e algo ainda mais específico: como se chama esse cargo.

O primeiro conselho de Marko é acessar redes de empregos e começar a pesquisar sobre o que exatamente são os empregos que chamam nossa atenção.

Procurar o emprego dos seus sonhos requer uma pesquisa prévia
Procurar o emprego dos seus sonhos requer uma pesquisa prévia

Por exemplo, você pode saber que deseja ser um redator, mas que tipos de redatores existem? Quais são os mais requisitados no mercado? Você sabe exatamente o que esses profissionais fazem, ou qual é sua rotina de trabalho?

Este passo é fundamental para começar a especificar algo que, por enquanto, é apenas uma visão.

2. Contate com pessoas que já trabalham no cargo que almeja

A melhor ideia é usar redes de busca de emprego, como LinkedIn, para se conectar com pessoas com experiência e fazer perguntas específicas. Isso, que segundo Marko pode ser um pouco intimidador, não deve assustá-lo. De acordo com o especialista, a maioria das pessoas fica feliz em compartilhar experiências profissionais.

Você pode gentilmente entrar em contato com esses profissionais, perguntando o que estudaram, de quais conhecimentos extras precisaram e até mesmo pedindo conselhos para iniciar sua busca.

O LinkedIn é uma das melhores ferramentas para fazer contatos, diz Marko. Foto via Unsplash
O LinkedIn é uma das melhores ferramentas para fazer contatos, diz Marko. Foto via Unsplash

Isso permitirá saber exatamente o que esperarão de você quando finalmente conseguir uma entrevista para o cargo ao qual aspira. Também irá ajudá-lo a começar uma formação, caso descubra que a sua não é suficiente.

3. Liste empresas, estúdios ou espaços em que gostaria de trabalhar

Uma vez definida a posição de seu interesse, pense em quais trabalhos admira e quem os executou. Faça uma lista dessas pessoas, estúdios ou agências. Estude sua lógica e forma de fazer as coisas. Faça a si mesmo perguntas sobre eles:

- Têm um estilo ou estética em particular que pode ser visto em seu portfólio?
- Em que parecem ser especialmente bons?
- São atraídos por quais mercados, artistas ou épocas?
- Qual é a sua filosofia ou propósito? Esta última resposta costuma estar na página inicial.
- Quais são as realizações mais importantes que esta empresa ou estúdio teve? Conheça sua história, entenda sua missão da maneira mais profunda.

Não espere que suas qualidades se alinhem magicamente às do lugar do qual deseja ser parte. Trabalhar para desenvolvê-las é parte do esforço de conseguir um emprego.

4. Comece sua aproximação

Quando tiver a lista pronta, certifique-se de seguir as empresas ou organizações em todas as suas redes, mas especialmente no LinkedIn.

Lá você pode ativar um alerta que avisa quando há vagas abertas nessas empresas. Não se limite a apenas segui-las, procure especialistas no setor em que deseja trabalhar ou, inclusive, procure quem poderia ser seu futuro supervisor no cargo desejado. Quando for aceito por uma empresa, envie uma mensagem.

Você pode começar se apresentando e depois comentar que gostaria de ter um cargo específico em uma agência específica. Peça dicas para alcançar seu objetivo: devo criar um portfólio em uma rede específica? Ligar para alguém? Solicitar por contra própria uma entrevista?

Trabalhe na adaptação do seu perfil ao da empresa com a qual gostaria de trabalhar. Unsplash
Trabalhe na adaptação do seu perfil ao da empresa com a qual gostaria de trabalhar. Unsplash

Embora esse passo possa parecer aterrador, Marko recomenda não hesitar em fazê-lo. “Tendemos a pensar que quem admiramos está muito ocupado ou que recebe muitas solicitações, mas, na verdade, a maioria das pessoas não se atreve a entrar em contato com as pessoas mais importantes para pedir oportunidades, elas têm medo”, diz.

5. Trabalhe em sua apresentação

Uma apresentação é diferente de um currículo. Embora o CV seja essencial e inegociável, a verdade é que nenhuma empresa chega ao CV de um candidato antes de ler sua carta de apresentação e julgar que vale a pena avançar. Atualmente, os vídeos podem ser ainda melhores que as cartas. Aliás, Marko propõe trabalhar em um que resuma quem somos e o que buscamos.

Mesmo quando seu plano final for um vídeo, você deve começar escrevendo um texto que resuma:

- Quem é.
- Por que escreve.
- O motivo de seu interesse pelo cargo postulado.
- Por que acredita ser um bom candidato para a vaga.
- Qual é sua formação e experiência.
- Sua predisposição para começar a trabalhar.

Tenha o material pronto para quando algum dos profissionais ou empresas em sua mira derem luz verde para considerar seu perfil. Não desanime se as coisas não acontecerem tão rápido quanto gostaria. Lembre-se de que metas que valem a pena costumam levar tempo. Vá polindo e melhorando sua apresentação e CV. As oportunidades podem aparecer quando você menos espera.

Quer aprender técnicas originais para impressionar potenciais empregadores e conseguir o emprego dos seus sonhos? Inscreva-se no curso Estratégia de busca de emprego para criativos, de Marko Pfann.

Não deixe ainda de dar uma olhada nos cursos online de Marketing e Negócios da Domestika e se quiser descobrir mais ideias para exercitar a criatividade, fique atento à seção Dicas do nosso blog. 

Versão em português de @ntams.

Você também pode se interessar por:

- 10 cursos online de produtividade pessoal essenciais em 2022
- O que é ikigai e como aplicá-lo à sua carreira criativa?
- 8 criativos contam como transformaram suas paixões em carreira
- Funil de marketing: crie estratégias de mídia digital, um curso de Paloma Cordeiro
- Content marketing: do planejamento à execução, um curso de Gustavo Miller

Ver cursos recomendados

Marketing digital do zero para empreendedores e freelancers. Curso de Marketing, e Negócios por Gabriel Perelman

Marketing digital do zero para empreendedores e freelancers

Um curso de Gabriel Perelman

Impulsione sua carreira ou negócio conhecendo os canais, ferramentas e fundamentos do marketing digital do zero

  • 20129
  • 99% (253)
95% Desc.
Preço original $19.99USD
Comprar $0.99USD
Como usar o ChatGPT para trabalhar. Curso de Marketing, Negócios e Inteligência Artificial por Víctor Mollá

Como usar o ChatGPT para trabalhar

Um curso de Víctor Mollá

Aprenda a usar o ChatGPT e aproveite ao máximo suas capacidades para ajudar você nas suas tarefas laborais.

  • 20833
  • 98% (330)
95% Desc.
Preço original $19.99USD
Comprar $0.99USD
Criação de conteúdos com IA. Curso de Marketing, Negócios e Inteligência Artificial por Núria Mañé

Criação de conteúdos com IA

Um curso de Núria Mañé

Saiba como aplicar a inteligência artificial ao planeamento e à criação de conteúdos digitais.

  • 17037
  • 95% (208)
95% Desc.
Preço original $19.99USD
Comprar $0.99USD
0 comentários