Ilustração

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas

Inspire-se nestas ilustrações japonesas de 1903 realizadas pelo artista Mori Yuzan

O mar hipnotiza e também inspira o movimento dos pincéis. Na arte japonesa, as ondas foram retratadas em muitas obras para expressar sua beleza e simbolismo. Um ótimo exemplo é Hamonshū, uma coleção de três livros de 1903. Mori Yuzan, seu autor, é pouco conhecido, mas demonstra uma grande habilidade e precisão ao desenhar todo tipo de ondas.

Graças ao Internet Archive, você pode acessar e fazer o download dos três documentos de forma totalmente gratuita. Quando fizer isso, eles se tornarão uma incrível fonte de inspiração e referência para criar mood boards em seu processo criativo.

A seguir, apresentamos alguns dados para que você conheça melhor estes livros, que compartilhamos para celebrar o Dia Mundial dos Oceanos, data que se comemora anualmente no dia 8 de junho.

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 1
A capa de um dos livros de Hamonshū

Ilustrações japonesas de estilo Nihonga

A obra de Yuzan se destaca pelos desenhos e padrões expressivos que, no início do século XX, já serviam de guia para os artesãos japoneses.

Quando buscavam inspiração para decorar todo tipo de objetos (espadas, itens religiosos, cerâmicas, etc.), sabiam poder encontrá-la aqui.

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 3
Ilustração de ondas
3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 4
Ilustração de ondas

Os desenhos do Hamonshū, monocromáticos, foram realizados com pincéis e nanquim sobre papel washi. Todos pertencem ao estilo Nihonga, uma estética surgida no Japão durante o período Meiji (23 de outubro de 1868 - 30 de julho de 1912).

Foi uma época de modernização e ocidentalização do país, que começava a se tornar uma potência mundial.

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 6
Padrões monocromáticos de ondas
3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 7
Diferentes desenhos inspirados no movimento das ondas

Nihonga significa "pintura de estilo japonês" e, portanto, refere-se ao conjunto de técnicas e materiais que seguem as correntes artísticas tradicionais do país. Os principais temas são animais, plantas e paisagens e, dos suportes mais utilizados, destacam-se o papel japonês e a seda.

Reconhecer o estilo é simples: a linha bem marcada está sempre presente, assim como a utilização da tinta sumi-ê, os retoques com ouro e prata e os enquadramentos que deixam muito espaço em branco.

O que é a técnica do sumi-ê?

O sumi-ê é uma técnica artística oriental muito particular que não busca o detalhe e a precisão, mas, sim, a expressão a partir da espontaneidade. É uma ferramenta através da qual podemos exercitar uma filosofia de vida que transcende o papel. Com poucos materiais e exercícios muito específicos, esta forma de pintar pode abrir as portas para uma nova forma de vivenciar a criatividade.

Nest post, a ilustradora de origem japonesa Flor Kaneshiro (@florkaneshiro) fala sobre o sumi-ê, suas características e usos mais comuns e os materiais necessários para começar.

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 10
Detalhes para brincar com as linhas das ondas
3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 11
Detalhes para brincar com as linhas das ondas

A natureza na arte japonesa

A Terra do Sol Nascente sempre celebrou a beleza da natureza. As obras do estilo Nihonga, como as desta coleção, refletem a tradição japonesa de viver em harmonia com a natureza.

No entanto, os artistas não se dedicam a imitar o que veem, mas sim a representar emoções e sentimentos através de cada desenho. As ondas de Yuzan são um exemplo claro disto, pois todas se movem, renascem ou mudam de direção inesperadamente, como se tivessem personalidade própria.

Brincando com diferentes traços e movimentos, variando a pressão e a posição do pincel, conseguem chamar a atenção do observador e fazê-lo seguir o destino de cada onda.

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 13
Ilustração de ondas

Os ensinamentos que as ondas trazem

Por conta de sua carga simbólica, a onda é um dos elementos mais retratados na arte japonesa. Para o Zen Budismo, é uma metáfora da existência humana. Cada onda reflete a vida, do nascimento ao último dia. Através das ondas, as pessoas fluem e se deixam levar, sem temer a força do oceano.

Se você é parte do mar, não existem ondas perigosas ou que se deva evitar. Todas são aceitas, pois são parte do mesmo oceano e universo. Para o Zen Budismo, é preciso aceitar a vida como ela vem, ou, melhor dizendo, qualquer que seja a onda.

Nesse sentido, uma das obras indispensáveis para entender o simbolismo do elemento é A Grande Onda de Kanagawa, publicada em 1830. Além de ser uma das mais conhecidas mundialmente, suscita inúmeras interpretações. Por um lado, a onda simboliza a força irrefreável da natureza diante do Monte Fuji. Por outro, historiadores interpretaram essa onda como uma metáfora da chegada das potências estrangeiras ao Japão.

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 15
A Grande Onda de Kanagawa, Katsushika Hokusai

Ilustrar diante do mar

Uma das dicas que os especialistas em ilustração darão é sair e procurar o que lhe inspira. Se gosta de desenhar ondas e tem a oportunidade de viver perto do mar, não hesite em pegar seu caderno e visitá-lo pessoalmente. Isso permitirá praticar a arte da observação e adquirir fluência com os pincéis para futuras composições.

Prestar atenção a cada detalhe da paisagem, além de relaxá-lo, ajudará a encontrar sua voz e definir o próprio estilo.

3 livros japoneses gratuitos para ilustrar ondas 17
Ilustração de onda de página inteira

Você usa esse tipo de recurso em seus exercícios? Para fazer o download dos três documentos, não é preciso registrar-se em nenhum lugar. Basta acessar o link do Internet Archive.

Se quiser aprender mais sobre diferentes técnicas criativas inspiradas na arte japonesa, você pode explorar os cursos online da Domestika. Há opções para iniciantes e também para profissionais que desejam aperfeiçoar suas habilidades.

Versão em português de @ntams.

Você também pode se interessar por:

- O que é o shodō, a arte da caligrafia japonesa?
- 5 curiosidades sobre o nanquim que talvez você não conheça
- 10 cursos online de criatividade com influência japonesa
- Ilustração em nanquim com influência japonesa, um curso de Mika Takahashi
- Introdução à pintura sumi-ê, um curso de KOSHO

0 comentários

Entre ou crie sua conta para comentar

Receba em seu e-mail as novidades da Domestika