Tipografia, caligrafia e lettering

Curious Minds Podcast: por que as pessoas odeiam a Comic Sans?

Ouça aqui o primeiro episódio do nosso podcast, dedicado à fonte mais odiada do mundo

Curious Minds é um podcast original da Domestika, em inglês, que explora curiosidades e histórias desconhecidas do mundo criativo.

A cada semana, lançaremos um episódio inédito com entrevistas de especialistas e criativos e mergulharemos nas origens incomuns de imagens, padrões e designs sobre os quais não costumamos parar para pensar.

Inscreva-se gratuitamente no Spotify, Apple Podcasts ou outro aplicativo de sua preferência e não perca nenhum episódio.

Curious Minds Podcast: por que as pessoas odeiam a Comic Sans? 1

Se você é como a maioria, pode ser que se contorça ao ver a fonte Comic Sans.

De sites como Comic Sans Criminal a grupos como Ban Comic Sans (rebatizada há poucos anos), ódio é o que não falta na rede quanto se trata daquela que já foi chamada de "a fonte mais odiada do mundo".

Mas qual a origem disso tudo?

No primeiro episódio de Curious Minds, conversamos com o autor de Design for Hackers, David Kadavy, o artista de lettering Alex Trochut (@trochut) e a autora de Why Fonts Matter, Sarah Hyndman, para descobrir como essa fonte controversa surgiu e como talvez represente a maior revolução na tipografia desde Gutenberg.

Você pode baixar a transcrição (em inglês) deste episódio no final deste artigo.

A tipografia pode expressar muito mais do que apenas as palavras que enuncia.

“O texto é como a arte de se vestir, você precisa escolher o que usar em cada ocasião”, diz Alex Trochut (@trochut), um artista de lettering que trabalhou com marcas como Nike e músicos como Katy Perry e The Rolling Stones.

Segundo ele, usar “Comic Sans é como ir para um casamento de chinelo".

Mas embora a Comic Sans tenha sido chamada de tudo, de infantil a cafona, ainda há muita gente que a utiliza. Uma rápida busca online mostra inúmeras imagens da fonte sendo usada em contextos questionáveis, aparecendo em todos os lugares, de flyers escolares a bilhetes passivo-agressivos em geladeiras e até lápides.

Curious Minds Podcast: por que as pessoas odeiam a Comic Sans? 5
Ódio é o que não falta na rede quanto se trata daquela que já foi chamada de "a fonte mais odiada do mundo"

A Comic Sans também tem aparecido em ocasiões importantes, como o anúncio da descoberta do Bóson de Higgs, com a fonte às vezes chamando mais atenção do que a mensagem a ser transmitida.

Então, por que, apesar da péssima reputação, as pessoas continuam a usá-la? Porque nem toda comunicação escrita exige a formalidade que costumamos associar a outras fontes. Às vezes, os chinelos são o calçado adequado para a ocasião.

“A Comic Sans é praticamente a única [fonte] que não parece exagerada ou passa a ideia de que você escolheu uma fonte ou tentou fazer uma caligrafia cheia de ornamentos", explica Sarah Hyndman, autora de Why Fonts Matter e organizadora de eventos de degustação de fontes (type-tasting) que tem como objetivo tornar a tipografia divertida e acessível.

Curious Minds Podcast: por que as pessoas odeiam a Comic Sans? 7
O apelo desta fonte fez dela uma das mais populares durante o boom da impressão e dos computadores pessoais nos anos 90

O apelo desta fonte amigável e informal fez dela uma das mais populares durante o boom da impressão e dos computadores pessoais nos anos 90, quando, pela primeira vez, qualquer um podia ter fácil acesso e brincar com a tipografia.

O uso excessivo da Comic Sans fez designers como Kadavy torcerem o nariz - não apenas pelo trabalho de designers amadores, mas também porque, do ponto de vista técnico, os traços não modulados da fonte causam um gerenciamento de peso visual que não é dos melhores.

Você pode ver isso refletivo nas imagens acima e abaixo, reproduzidas a partir do artigo de Kadavy “Por que você odeia a Comic Sans”, que explora mais profundamente os problemas técnicos dessa fonte.

Curious Minds Podcast: por que as pessoas odeiam a Comic Sans? 9
Do ponto de vista técnico, os traços não modulados da fonte causam um gerenciamento de peso visual que não é dos melhores

Mas e a aparência rebuscada, quase infantil, das letras desenhadas com uma caneta hidrográfica? Foi intencional. E temos de agradecer a um cão de desenho animado por isso.

Para descobrir como um programa de computador para crianças gerou a criação do Comic Sans e por que ela pode ser o exemplo perfeito dos atributos de uma fonte, confira o episódio no Spotify, Apple Podcasts ou outro aplicativo de sua preferência.

Clique no botão abaixo para fazer o download da transcrição (em inglês) deste episódio. Você encontrará um arquivo em formato .pdf na pasta Downloads do seu computador.

Cadastre-se e baixe

Why Do People Hate Comic Sans? - Transcrição.pdf

ou inscreva-se com seu e-mail
Ao clicar em "Criar conta", certifico que tenho 16 anos ou mais e aceito: Termos de uso, Política de privacidade, Política de Cookies e receber novidades e promoções.
Você já está registrado? Entrar

Se quiser ler mais histórias sobre as imagens, os padrões e os designs que fazem parte do nosso dia a dia, não perca outros posts do Curious Minds, um podcast original da Domestika.

Você também pode se interessar por:

- O que é caligrafia e o que é lettering?
- O que é tipografia molecular?
- História da Tipografia: da China no século XI até a era digital

0 comentários

Entre ou crie sua conta para comentar

Receba em seu e-mail as novidades da Domestika